quarta-feira, 19 de abril de 2017

Sobre Plantas Medicinais


Desde os primórdios da humanidade, que o ser humano utiliza os alimentos, as plantas medicinais e outros recursos naturais para prevenir e combater as mais diversas enfermidades. Entretanto, com o modernismo, e o avanço da medicina convencional (alopatia), todo esse conhecimento está sendo esquecido, e, hoje é colocado em segundo plano. Mas, quem realmente deseja atingir a cura plena, não deve esquecer que a Natureza do nosso organismo jamais se modificará; ele tem a suas próprias leis, como é o caso das três fases do metabolismo. Portanto, é indispensável jamais se afastar desses Conceitos Sábios e Inteligentes, que se inclui a alimentação correta: os modos de preparar os alimentos, como e quando ingeri-los, tudo isso aliado às leis do metabolismo.

Atualmente devido aos estudos e pesquisas científicas, é possível conhecer melhor as Plantas Medicinais, o que permite sua utilização de maneira mais apropriada pelos Profissionais da Saúde. 

As plantas quando cultivadas e colhidas de forma adequada e no momento certo, e submetidas de imediato ao processo de estabilização, consegue-se destruir a ação dos fermentos causadores de suas alterações posteriores. Sendo assim, permite-se conservar integralmente suas Características e Propriedades Fisiológicas.

Dessa forma, as plantas e os alimentos naturais são possuidores de Energias capazes de produzir ações curativas, de nos conduzir para conquistarmos e nos mantermos em um Equilíbrio Perfeito.

Exemplos de algumas formas de utilização das plantas: 

Decocção: É empregada nas partes duras das plantas como: raiz, casca, semente, folhas duras ou grossas, vagem. Em geral ferver uma colher de sopa da planta triturada ou esmagada em meio litro de água por 15 minutos; em seguida deixar esfriar e coar. 

Infusão: É empregada nas folhas e flores. Em geral ferver uma xícara (chá) de água, despejá-la sobre uma colher (chá) da planta, tampar o recipiente, e deixar descansar por 15 minutos e coar.

Maceração: Em geral misturar uma colher (sopa) da planta para meio litro de água fria, tampar o recipiente e deixar descansar por 15 a 20 horas e filtrar.

PS.: Evite adoçar os chás

Exemplos de plantas e seus respectivos benefícios

Digestivas:
Sálvia, camomila, hortelã, melissa 

Depurativas: 
Salsaparrilha, bardana

Tranquilizantes: 
Flores de tília, de maracujá, alface 

Gases: 
Camomila, funcho, louro, cidreira 

Úlcera no duodeno: 
Espinheira Santa

Retardar o envelhecimento, prevenir o infarto e o câncer: 
Chá verde 
Fraternos Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário

saude,psicanalise,psicanalistas,terapeutas,psicoterapia,qualidade de vida,bem-estar,reflexologia,sexualidade,shiatsu,
terapia holistica,ansiedade,depresao,acupuntura,terapias
naturais,saude holistica,naturologa,medicina alternativa,florais,medicina natural,massagem terapeutica